Compartilhe

10 habilidades do Agile Coach: soft skills e hard skills

13/09/21 - 5 minutos de leitura

Nos últimos anos acompanhamos o surgimento de várias buzzwords, principalmente no setor corporativo. Dois exemplos são: Ágil e Coach. Apesar de muitas pessoas se auto intitularem como Agile Coach, isso não significa que elas desempenhem essa função de fato.

É muito mais sobre o modo que esses indivíduos trabalham do que um título que está em alta. Se você está pensando em se tornar um Agile Coach, conheça quais são as habilidades, tanto técnicas como de comportamento, que o mercado mais valoriza nesses profissionais.

Qual é a função do Agile Coach?

Em primeiro lugar, se você tem a intenção de se tornar um Agile Coach, é preciso estar familiarizado com os processos que compõem um ciclo ágil, das “hipóteses” até a “felicidade” do cliente, como ilustrado a seguir:

ciclo ágil para se tornar um agile coach

De acordo com Lula Rodrigues, Agile Expert e Trainer da K21, o Agile Coach é um facilitador do rio, que vai desde a nascente de ideias até os resultados impactantes e lucrativos da organização. É o profissional que faz o fluxo acontecer.

Soft skills ou habilidades comportamentais do Agile Coach

Não podemos esquecer das competências do Agile Coach que estão além do técnico. Veja a seguir quais as soft skills mais requisitadas para esse profissional.

1. Comunicação

Em primeiro lugar, como estamos falando de diversas partes, que vão de stakeholders, equipes numerosas e usuários finais, é essencial que o Agile Coach tenha o quesito comunicação bem desenvolvido.

Isso não significa apenas saber como transmitir ou repassar ideias. A comunicação envolve trocas nas quais as duas partes compreendem o que está sendo passado e estão abertas ao diálogo e a feedbacks honestos.

2. Facilitação

Outra soft skill essencial que o Agile Coach deve ter é a de facilitação. Ou seja, é preciso ser aquele indivíduo que contribui para a execução de uma etapa, de forma descomplicada e clara.

O Agile Coach é o profissional que toma decisões eficientes, com metas e objetivos decididos e compreensíveis. Além disso, ele acompanha todo o fluxo, garantindo que as tarefas sejam executadas de forma competente.

3. Empatia

Ao tratar de métodos ágeis, é preciso considerar fatores que estão além da técnica, como a empatia. O Agile Coach precisa ser aquele que sempre se coloca no lugar do outro, seja ele o usuário ou o time responsável pelo desenvolvimento do produto. 

4. Negociação

A capacidade de negociação também é muito valorizada quando falamos do papel do Agile Coach. Afinal, por ser um facilitador, é preciso ter essa soft skill desenvolvida. Assim, as duas partes entram em um consenso, o que torna o processo de desenvolvimento o mais tranquilo e transparente possível.

5. Relacionamento interpessoal 

E não podemos esquecer do bom relacionamento interpessoal. Por se tratar do ambiente corporativo, não quer dizer que o coach ágil precisa estar a par da vida pessoal dos colaboradores. Pelo contrário, trata-se de ter uma boa relação profissional com todas as partes. Isso significa estar aberto a conversas diversas e saber a hora de ouvir

6. Resolução de Conflitos

Um bom Agile Coach não foge dos conflitos. Pelo contrário, uma das habilidades mais valorizadas é a capacidade de lidar com situações complicadas e pensar em soluções rápidas. Isso é adquirido com a prática. Quanto mais problemas você sabe que consegue resolver, mais eficiente se torna esse processo de encontrar respostas.

7. Paciência e Perseverança 

O Agile Coach é aquele que não desiste quando algo não sai como o esperado. Por lidarem com ciclos curtos, inúmeros feedbacks e novas ideias, esses profissionais precisam ser pacientes com todas as pessoas envolvidas no processo, além de perseverantes.

Hard skills ou habilidades técnicas do Agile Coach

Além das competências comportamentais, o Agile Coach também precisa apresentar habilidades técnicas, como as que são apresentadas a seguir.

8. Entendimento avançado de métodos ágeis

O Agile Coach é um profissional que atua dentro do ciclo Scrum e dos métodos ágeis. Por isso, é preciso que ele seja um expert nesse framework. Ele deve compreender quais são as principais funções do Scrum, além de todas as etapas do ciclo ágil.

9. Conhecimento das ferramentas

Por ser um facilitador, é preciso que o Agile Coach esteja por dentro das ferramentas utilizadas pela equipe, tanto para o desenvolvimento de produtos quanto para a comunicação. 

Ele é o profissional que está sempre se qualificando quando o assunto é ferramentas, servindo tanto para apresentar novidades à empresa quanto para auxiliar aqueles que têm alguma dificuldade no uso. 

10. Entender de métricas

O Agile Coach também precisa entender a importância das métricas, além de como calculá-las. Elas são a base para saber como anda o desenvolvimento dos produtos, tanto em questão de lucro, como produtividade e satisfação dos usuários e membros da equipe.

Agile Coach não é Scrum Master

Apesar de terem funções que podem se complementar, o Agile Coach não pode ser confundido com o Scrum Master. Veja quais as diferenças entre os dois:

  • Scrum Master: responsável pela equipe Scrum, atuando no domínio organizacional e um pouco no cultural.
  • Agile Coach: atua nos níveis individual, de equipe e de empresa como um todo, com foco em ajudar os profissionais a se desenvolverem em seus respectivos papéis e sem se limitar a um contexto específico. Geralmente, já foi Product Owner, Designer ou até mesmo Scrum Master e hoje atuam como Agile Coach.

Como se preparar para se tornar um bom coach ágil

Para se desenvolver enquanto Agile Coach, é necessário compreender os 4 domínios da agilidade, ter o foco na cadeia de valor e trocar constantemente experiências com especialistas em agilidade.

Entenda os 4 domínios da agilidade

É preciso entender que não existe Agile Coach sem os 4 domínios da Agilidade

  • Negócio;
  • Cultural;
  • Técnico;
  • Organizacional. 

Eles servem como parâmetros que orientam todo o trabalho desse profissional.

Tenha o foco em gerar uma cadeia de valor 

A cadeia de valor é o “rio” com as etapas do Scrum. O papel do Agile Coach é justamente esse de fazer o sistema fluir e entregar mais valor a partir dos 4 domínios da agilidade. Sem as 4 visões em mente, você até pode ser uma figura de liderança, mas não é um coach ágil.

Troque experiências com especialistas em agilidade

Para saber se você está cumprindo sua função corretamente, é importante trocar experiências com outras pessoas da organização e com outros Agile Coaches. Esses diálogos são importantes pois dessa forma você pode encontrar outras maneiras de solucionar problemas e comparar seus métodos com outros. 

Considerando a relevância desse processo de trocas, os treinamentos da K21 oferecem experiências incríveis de hands-on-learning com Trainers que também são Agile Experts. Assim, você entende questões como o paradoxo do Coach ágil e como lidar com diversas situações na prática.

Por qual treinamento começar?

Agile Expert e Trainer K21, Lula Rodrigues orienta sobre os treinamentos que mais agregam a um Agile Coach, de acordo com o seu nível de conhecimento sobre a agilidade.

  • "É iniciante na agilidade? Recomendo começar por CSM, que vai bem além de Scrum.
  • Se você já conhece a agilidade, um bom próximo passo é Kanban System Design.
  • Agora, se já curte bastante de cultura e métodos ágeis, Flight Levels."

Com relação aos objetivos mais específicos de atuação, o Lula dá mais algumas dicas.

  • "Para quem está começando mas quer enveredar por negócios, produtos: CSPO.
  • E se já manja de agilidade e quer seguir a linha de negócios e estratégia: Fit for Purpose.
  • E se você suja a mão com código, vai de CSD, que é sucesso!”

Compartilhe

Escrito por

K21

Evolução Contínua de Pessoas e Organizações


Transformar pessoas e organizações ao redor do mundo é o que nos move. Mais do que ferramentas e métodos, promovemos uma nova cultura, onde negócios e pessoas entregam valor continuamente, experimentando, aprendendo e melhorando diariamente.
Esta postagem se encontra sob a licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

Artigos relacionados

Benefícios da cultura de feedback e como fomentá-la
05/10/21
5 minutos de leitura
Gestão de Pessoas
Devemos começar a tratar nossos funcionários como adultos
23/09/21
2 minutos de leitura
K21 + plural: o respeito integral ao nome social
03/09/21
4 minutos de leitura
Gestão de Pessoas
10 habilidades do Agile Coach: soft skills e hard skills
20/08/21
5 minutos de leitura

    Receba mais conteúdos K21

    Deixe seu nome e email que nós te deixamos por dentro de tudo que rola por aqui.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.