EVDnC Remoto: pontos positivos e negativos

Se você ainda não conhece o EVDnC, eu te explico, pode deixar! Este é um produto altamente imersivo em que mergulhamos no dia dia dos nossos clientes e passamos uma semana executando sprints diárias. Isso mesmo! Sprints diárias!

Evidence K21

Isso significa espremer dois meses e meio de aprendizado (considerando sprints regulares de duas semanas) em apenas uma semana.

Ou seja, o que fazemos é estressar o fluxo de entrega e verificar gargalos que só veríamos em dois meses. Reduzimos este período e fazemos a exposição dos problemas em apenas uma semana.

Como sempre falamos: “Agilidade não resolve seu problema, ela expõe os problemas e coloca o bode na sala”. E aí, a ficha está caindo?

Logo, se sua intenção é “colocar o bode na sala”, o EVDnC é o produto perfeito para você!

O que acontece quando colocamos o bode na sala?

Adesivo K21 - Bode

Com o “bode na sala”, temos a oportunidade de conversar sobre problemas que normalmente não conversamos, e aí sim a partir desse momento podemos resolver os problemas.

Nos organizamos para começar facilitando todas as cerimônias e ao longo da semana irmos passando o bastão para os facilitadores da empresa.

Além disso, adaptamos os conteúdos para que tenham a abordagem necessária, de acordo com a realidade de cada cliente.

Isso aumenta a complexidade e nos “força” a sermos o mais adaptável possível. O objetivo é atender a prioridade dado o objetivo estratégico que combinarmos no pré work da semana.

O bom é que amamos desafio, adaptação e viver agilidade na veia é o que nos move. Então,  é uma “diversão” poder trazer os conteúdos e ver o resultado obtido no fim da semana.

Agora que você sabe o que é o EVDnC, quero te contar uma história…

Fizemos um EVDnC remoto!

Antes mesmo de o mundo ter mudado com essa história toda da Covid-19, trabalhamos com um cliente que se organiza de forma distribuída.

Algumas pessoas fazem home office, e outras estão em escritórios de estados diferentes e em times multidisciplinares. Todas elas entregam valor para o cliente final diariamente.

Então, pensa comigo: “Como é fazer o EVDnC (que normalmente já é algo beeeem intenso) só que online?”

A resposta é: “Fazendo… Normal!”

Tem algumas diferenças? Tem. Tem vantagens? Claro! Como em tudo nessa vida, existem pontos positivos e pontos negativos e eu quero te mostrar aqui o meu ponto de vista sobre esta experiência.

Pontos positivos

  • O engajamento dos times foi alto e os membros dos times que estávamos acompanhando, mesmo remotamente, foram bem ativos nas discussões.
  • Minha impressão é que remotamente fica mais “fácil” falar sobre problemas do que no face a face (olha o bode aê!).
  • A intensidade do EVDnC parece ser maior, onde mesmo distantes estamos mais conectados a cada integrante do time, sua realidade e desafios.

Pontos negativos

  • Falta calor humano (amo calor humano).
  • Times ficam acanhados em pedir ajuda fora das cerimônias.
  • É preciso tomar muito cuidado com a comunicação. Quanto mais fria for a comunicação (ex: mensagem por texto, sem vídeo), aumenta o nível de complexidade e possibilidades de interpretações.

Causos

Em um dos times, soltamos a facilitação para os Scrum Masters e demos o desafio de que fizessem uma retrospectiva diferente do que eles costumavam fazer no dia a dia.

Foi quando um Scrum Master enviou o link de um vídeo e pediu para que o time visse o seu conteúdo. E, então, após ver o vídeo, para que voltassem à conferência e comentassem sobre o conteúdo.

O link enviado foi este:

 

Ele fez o seu time parar por 3 minutos e 50 segundos para ver vídeos de cachorros fofinhos. Mas por quê?

Porque se ele simplesmente pedisse para que o time parasse de trabalhar e tivesse um momento de descontração, eles não fariam!

Sim… Nem toda retrospectiva deve ter aquele formato clássico de: No que fomos bons/ Em que precisamos melhorar. E o Scrum Master teve essa sacada genial de fazer seu time sorrir por 4 minutos!

Lembram de toda tensão e intensidade que um EVDnC pode trazer para um time? O Scrum Master entendeu que seu time precisava de uma leveza e assim o fez.

Beleza, mas porque estou falando isso?

O Scrum Master teve a genialidade de entender o momento de seu time e o que ele precisava no momento. E isso já foi um aprendizado do EVDnC!

Estivemos durante a semana mapeando os cenários, trazendo informação e conceitos para as partes interessadas.

Conexão com o mundo atual

No cenário em que estamos, o home office e trabalho distribuído estão sendo a saída para mantermos a operação de muitas empresas funcionando e minimizarmos os impactos.

Isso significa que as relações sociais foram afetadas, os times precisam aprender a lidar com essa “nova” forma de trabalho. E provavelmente estarão voltando à fase Forming (como muito bem lembrado pelo Samuca quando falou de facilitação de cerimônias de Retrospectiva presenciais e online).

Como o EVDnC te ajuda com isso tudo?

O EVDnC – Coaching intensivo orientado a valor (ou Extreme Value-Driven Coaching) acelera o fluxo de desenvolvimento dos times da organização, e gera aprendizados:

Que tal levar esta evolução para os times e gerar valor para toda a empresa?

Veja como podemos te ajudar com o processo de treinamento com coaching criado pela K21, o EVDnC.

Conheça alguns cases do nosso trabalho com esse serviço:

Autor(es)

Avelar Leão

Avelar Leão trabalha com Métodos Ágeis desde 2009. Como desenvolvedor, atuou em vários projetos disseminando práticas de engenharia ágil como Design Emergente, TDD e Testes Funcionais Automatizados em ambiente Java, .Net e Apple. Como gestor, tornou-se um evangelizador das prátic...

Comentários

Deixar um comentário