Compartilhe

Por que pedir ajuda nos Check-ins de OKR?

19/10/22 - 3 minutos de leitura

Você já participou de Check-ins de OKR (cerimônia do framework Objective and Key Results) em que muitas informações estavam sendo compartilhadas, mas não estava necessariamente fluindo como deveria porque o assunto era complexo? E você notou que, mesmo assim, nenhum pedido de ajuda explícito foi feito e ninguém conseguiu se ajudar para se antecipar a um possível problema? Ou, pior ainda, que esse problema acabou explodindo e virando uma emergência?

Ou quem sabe você estava do outro lado: você era quem tinha o problema, e não tinha certeza de como resolvê-lo, mas o medo — de mostrar vulnerabilidade e expor algo que te faltava — acabou te impedindo de elaborar um pedido de ajuda?

Paralisia, atrasos, e pouca interação: por que isso acontece?

Esses são alguns dos efeitos que temos quando deixamos de pedir ajuda nos momentos certos, como nos Check-ins de OKR. Quando fazemos isso, subestimamos os riscos e os problemas, até que eles escalam exponencialmente e se tornam grandes demais.

Se você ainda não se convenceu dos benefícios de um simples pedido de ajuda, trago a seguir mais alguns motivos que reforçam essa habilidade tão essencial nos dias de hoje.

  1. Incentiva a colaboração entre as partes. Se queremos que as pessoas possam trocar conhecimento, aprendizado e prática sempre que possível, devemos incentivar esses pedidos de ajuda.
  2. Demonstra maturidade e humildade intelectual. Reconhecer que não temos todas as respostas faz parte do processo de adaptação constante e reforça que precisamos aproveitar melhor o valor da inteligência coletiva. Logo, ao pedir uma ajuda estamos demonstrando nossa maturidade (e não vulnerabilidade).
  3. Perceber e Responder. Queremos poder resolver o problema assim que ele aparecer, não é mesmo?! E, quando se trata de OKRs, falamos sobre gerar valor em ciclos curtos. Logo, não podemos esperar até um próximo Check-in para trazer “o que está pegando”. Precisamos criar um ambiente de troca e segurança para que todos possam trazer o problema e fazer o pedido de ajuda no momento certo. Se temos alguma ação com impedimento ou dependência de outras equipes gerando atrasos, por exemplo, os Check-ins de OKR são os momentos ideais para pedir ajuda.

Colocando em prática os pedidos de ajuda nos Check-ins de OKR

Para ajudar a materializar que tipos de pedidos de ajuda existem, criamos uma lista das principais categorias e exemplos.

Nosso intuito aqui é fazer com que as pessoas tragam esses pedidos constantemente durante os Check-ins de OKR e também fora deles, até que se torne um hábito. Portanto, fique super à vontade para compartilhar com o seu time!

Tipos de pedido de ajuda para Check-ins de OKR: tracionando iniciativas

Alguns tipos de ajuda que podem ser pedidos durante as cerimônias de Check-ins de OKR
Alguns tipos de ajuda que podem ser pedidos durante as cerimônias de Check-ins de OKR

Tipos de pedido de ajuda para Check-ins de OKR: exemplos

Exemplos de como pedir ajuda nos Check-ins de OKR, de acordo com o tipo do pedido
Exemplos de como pedir ajuda nos Check-ins de OKR, de acordo com o tipo do pedido

Lembrando que ações (ou iniciativas) de OKR existem justamente para que possamos investir esforços no item certo para alcançar nosso Objetivo. Logo, elas são o meio pelo qual habilitamos a geração de resultado e, por isso, precisamos ser bem assertivos também em como trazer nossos pedidos de ajuda. 

Um bom pedido de ajuda deixa claro o que precisa ser feito, por que e quem pode ajudar a resolver.  Além disso, precisa se conectar com as pessoas, gerando combinados e compromisso de resolução.

Como pedir ajudas em Check-ins de OKR
Como pedir ajudas em Check-ins de OKR

Espero que, com esses exemplos, seus check-ins se tornem cada vez mais produtivos e participativos. Por fim, espero também ter desmistificado um pouco mais o ato de “Pedir ajuda”. Pois, ao fazê-lo, demonstramos mais valorização dos nossos esforços e desejo de cooperação do que fragilidade.

Não deixe de pedir ajuda ainda hoje sobre aquele assunto que tem tirado seu sono porque você sabe que tem potencial e pode estar impedindo o grupo de alcançar os Objetivos.

Dicas práticas de facilitação com base nas nossas experiências na K21

Se você quer se aprofundar em Check-ins de OKR e inclusive aprender dicas para otimizar a facilitação, recomendo o e-book escrito pelo Product e Agile Expert, Guga Moser. Ele reuniu as melhores dicas e sugestões de condução das reuniões com base no que vivemos na prática nas cerimônias de OKR que fazemos aqui mesmo, na K21.

Compartilhe

Escrito por

Fernanda Morelli

Product e Agile Expert na K21


Agilista no ramo do varejo há mais de 7 anos, sua experiência concentra-se principalmente no desenvolvimento de produtos. Apaixonada por ensino e aprendizado; Fernanda acredita na agilidade como meio para transformação de pessoas e organizações.
Esta postagem se encontra sob a licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

Artigos relacionados

OKR na prática: posso utilizar projetos como KRs?
21/09/22
4 minutos de leitura
O que é OKR?
07/09/22
3 minutos de leitura
2 Exemplos de transição de carreira que foram um sucesso (para você se inspirar)
02/06/22
4 minutos de leitura
O segredo do sucesso com OKRs
28/04/22
3 minutos de leitura

    Receba mais conteúdos K21

    Deixe seu nome e email que nós te deixamos por dentro de tudo que rola por aqui.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.